Categorias
Certificação Financeira

A análise setorial e societária para a escolha de um fornecedor de serviços

Você realizou uma cotação e tem em mãos três diferentes fornecedores com portfólios interessantes e preços atrativos. Qual será seu critério de escolha? A Executiva Outsourcing criou a Qualificação e Certificação Financeira e te convida a entender a análise setorial e societária realizada para indicar com autoridade contratações seguras.

A Qualificação e Certificação Financeira cria um diagnóstico completo que mostra o presente e o passado do fornecedor de forma objetiva e seguindo múltiplos critérios.

Com tantos indicadores, a Qualificação e Certificação Financeira é organizada em 4 modalidades:

  • Score
  • Visão de Mercado
  • Dívida Pública
  • Due Diligence

A Visão Setorial pode ser englobada em duas dessas modalidades:

  • Visão de Mercado: Indicadores que mostram a situação da empresa neste exato momento;
  • Dívida Pública: Consulta de eventual inscrição em dívida ativa; Certidões (municipal, estadual, federal, CRF, CNDT); Consulta de processos trabalhistas em andamento.

Já a análise societária é o que convencionamos chamar no mercado de Due Diligence:

  • Due Diligence: Análise do quadro societário; Pessoas politicamente expostas; Crimes financeiros; Crimes ambientais. Entre outros.

Consegue entender a profundidade da análise feita na Qualificação e Certificação Financeira? Sua equipe não precisa correr riscos com análises superficiais diante de uma concorrência de fornecedores.

Aperfeiçoe sua homologação de fornecedores

A terceirização é, por natureza, uma parceria de alinhamento focada em importantes processos para o desenvolvimento de uma organização: otimização de custos e aperfeiçoamento de processos.

Novos fornecedores chegam ao mercado a todo momento e o volume de empresas que podem ser a parceria ideal para o seu negócio cresceu.

Por isso, tome decisões mais ágeis e mais qualificadas.

Além da análise setorial e societária mostrada acima, a Executiva Outsourcing desenvolveu o Score, uma metodologia de avaliação que traduz de forma simples e objetiva a qualidade das empresas fornecedoras.

Clique aqui e entenda os benefícios de adotar a Qualificação e Certificação Financeira em sua gestão de fornecedores.

Estamos à disposição: Matriz (41) 3668-7782 | (41) 99182-3389| Filial São Paulo (11) 4502-1146 | E-mail comercial@executiva.com.br

Categorias
Notícias

“Somos os nossos resultados” | Conheça a perspectiva de Janaína Azevedo, business director da JBS

A Executiva Outsourcing começa a trazer uma série de entrevistas exclusivas realizadas com profissionais de destaque no mercado nacional. O ano de 2020 trouxe muitas transformações, grande parte delas ainda em processo de construção. Já aprendemos muito até aqui e não podemos deixar de movimentar nosso fluxo de aprendizado.


Assim, a Executiva Outsourcing vem realizando mesas-redondas online e temáticas com diversos profissionais de empresas parceiras, clientes e convidados para troca de experiência e cooperação. Porque juntos somos mais fortes!

Conheça a perspectiva de reinvenção de Janaína Azevedo, business director da JBS e consultora especializada em Programação Neurolinguística.


Prioridades: elabore as suas!

Todos nós fomos convidados a parar e a repensar nossos planejamentos e programações em um prazo curto. Nesse processo, o autoconhecimento fez toda a diferença para a business director da JBS.


“Sempre tive minha vida muito planejada. Muitas vezes, eu exagerei na questão profissional e deixei minha vida pessoal muito separada e dividida. Este ano me deu a oportunidade de ver que não existem duas Janaínas”, explicou Janaína Azevedo.


Janaína completa 23 anos de carreira em 2020. A primeira vez em que entrou em um frigorífico a trabalho foi 1997, aos 15 anos de idade. Hoje, é formada em Administração de empresas com especialização em Comércio Exterior e pós-graduada em Neurociência e Psicologia aplicada.

À frente do time de negócios de uma das maiores indústrias de alimentos do mundo, Janaína preferiu olhar para os desafios de 2020 como uma oportunidade de refinamento. O que a diretora gosta de passar adiante é que tudo depende da ótica com a qual você analisa as coisas.


“Não é o que acontece com você, mas como você se comporta com aquilo que acontece com você. A peça mais importante da engrenagem dos resultados do meu trabalho sou eu, a pessoa Janaína”, disse a profissional, que ao longo de 2020 encontrou novas maneiras de exercer com ainda mais paixão o lugar da maternidade, ressignificando seu tempo de qualidade com os filhos Caliel, de 10 anos, e a Dandhara, de 8.

Acostumar a desacostumar

Estar confortável com mudanças e transformações não é necessariamente um processo fácil. Mas, para Janaína, isso tem muito a ver com alguns vícios do mundo corporativo que precisam ser repensados a um nível cultural.


“Às vezes, sentimos que não podemos ser felizes no trabalho porque o gestor vai achar que não estamos trabalhando. Mas no final do dia, eu sou os meus resultados”, comentou Janaína, que há cinco anos estuda o comportamento das pessoas, passando também a atuar em seu escritório próprio de consultoria de Programação Neurolinguística.


E como não existem duas Janaínas para o profissional e para o pessoal, também não existe a separação do universo da diretora de negócios, da profissional que trabalha com o desenvolvimento de pessoas.


“Eu sou diretora de negócios e entendo que negócios dependem de pessoas. Fui dar dois treinamentos nas nossas fábricas e foquei no chão de fábrica. Quis acolhê-los para que eles não sentissem nenhum impacto negativo na autoestima profissional deles. Sem o talento, profissionalismo e gana de desenvolvimento desses profissionais, o meu trabalho não adianta de nada”, explicou a diretora, que considera este um outro vício cultural do mundo corporativo: o foco que está nas coisas e tecnologias deve ser levado para as pessoas.


“As pessoas estão muito focadas em máquinas, tecnologias avançadas, inteligência 4.0. Ok! Mas se a pessoa que vai apertar o botão não estiver bem, tudo se perde”, argumentou.


Por isso, para Janaína, é urgente acostumarmos a abrir espaço nas empresas para que as pessoas se sintam mais abertas e convidadas a uma nova perspectiva em relação ao trabalho. Assim, o ambiente fica mais fértil para mudanças.


“Para mim, não funciona a ‘Síndrome de Gabriela’, sempre fiz assim, sempre fui assim. Vamos agradecer pelo que nos trouxe aqui, vamos absorver o que acrescenta, e vamos partir para o novo. O que de diferente dá pra gente fazer?”, direciona a diretora.

Como instigar um novo olhar!

Janaína Azevedo conta que, com o time comercial da JBS, a reestruturação ao longo de 2020 foi mais mental e cultural. Nas fábricas, houve toda a reestruturação comportamental.


Uma das estratégias da diretora para trazer mais potência para a transformação cultural foi lançar mão de dois exercícios com os profissionais. Duas perguntas que podem mudar a perspectiva da entrega no trabalho:
● Se essa empresa fosse minha, o que eu faria para que ela não morresse?
● Se a sua vida dependesse disso [a sobrevivência da empresa], você continuaria vivendo ou hoje seria seu último dia?


O resultado? Um alto engajamento das equipes em pensar soluções e de se envolver com o desenvolvimento desses projetos.

“Fazer diferente para fazer a diferença”

Janaína Azevedo gosta de compartilhar o que aprendeu no decorrer de sua experiência. Sua bagagem profissional assimila uma soma de muitos aprendizados, passando por tradings e frigoríficos de todos os portes, até pelas experiências internacionais em eventos e feiras nos Emirados Árabes, China e Holanda.


Além de trazer muito a acrescentar, Janaína gosta de ouvir. Por isso, participar das mesas-redondas online organizadas pela Executiva Outsourcing fez todo o sentido neste momento.

“Eu aprendi muito trocando com profissionais das outras empresas. Principalmente no desafio de como adequar a questão do Home Office e de conhecer as culturas de outras empresas. Aprendi muito e fiquei muito feliz em participar da mesa-redonda de mulheres. Ver mulheres em lugares de tomada de decisão. Profissionais extremamente focadas e qualificadas que contribuíram muito para uma troca de experiências”, celebrou.

Nas trocas, Janaína se sente realizada, celebrando também a possibilidade de aumentar o nível e a qualidade das parcerias que tem ao seu lado em sua jornada.


“Acho que esse ano foi uma grande peneira. Não apenas para bons líderes, mas em todos os níveis. Tivemos gratas surpresas de pessoas que se superaram. Com mentalidade e vontade de fazer diferente para fazer a diferença. Eu não consigo ver uma outra analogia, mas foi uma grande separação do joio e do trigo”, explicou.


Encontrar o que nos fortalece – separando o joio do trigo – é um jeito de traduzir em ação a nossa essência, e, assim, conduzir ainda mais nossas realizações. “Amo meus dois trabalhos, e me dedico para entregar os melhores resultados. Somos os nossos resultados”, finaliza.


E o seu resultado, está em sintonia com quem você realmente é?


Compartilhe a história da Janaína Azevedo para inspirar novas perspectivas. E, claro, continue acompanhando o site Executiva do Bem para mais conteúdos que te ajudam a “peneirar” sua motivação, refinando seu desenvolvimento.

Categorias
LGPD

Primeira edição do Fórum LGPD traz painel temático sobre proteção de dados pessoais e segurança jurídica organizacional

O cenário de 2020 não poderia ser mais complexo. Enfrentamos uma pandemia que trouxe, dentre muitas implicações, a necessidade de descentralizar o ambiente corporativa (com o teletrabalho) ao mesmo passo em que chegamos ao prazo final de adequação para a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Diante disso, a Executiva Outsourcing apostou em ambientes de troca coletiva para fortalecer boas práticas no mercado empresarial brasileiro, criando espaços de cooperação entre agentes tomadores de decisão. Um desses espaços é o Fórum LGPD, que teve sua primeira edição realizada de forma online e gratuita para os participantes convidados.

Na tarde da última terça-feira, 10/11, a Executiva Outsourcing reuniu profissionais do mercado que lideraram movimentos de adequação à LGPD no Brasil.

Mais de 50 profissionais participaram da primeira edição do Fórum LGPD, voltado a um público exclusivo de clientes e parceiros.

No painel, um time de profissionais de destaque nacional se colocou à disposição para auxiliar outros profissionais a entenderem o processo contínuo de adequação estrutural e cultural necessárias para a plena conformidade com a Lei.

Confira a lista de profissionais que apresentaram seus conhecimentos sobre LGPD:

  • Roseli Amorim, head of IT/gerente Corporativa de TI na Valfilm
  • Renata Fidale, diretora na Cellera Farma
  • Marta Helena Schuh, head of Cyber Insurance na Marsh
  • Dr. Célio Pereira Oliveira Neto, sócio-fundador da Célio Neto Advogados

LGPD e Cidadania

No início do encontro, Márcio Pereira de Barros, diretor-presidente do Grupo Executiva, ressaltou a importância do debate, não só para o momento atual, mas para uma transição cultural. “A LGPD é para sempre. Isso não vai mais sair da vida de vocês”, apontou.

Marta Helena Schuh, head of Cyber Insurance na Marsh, iniciou o painel com uma visão importante de ser sedimentada no imaginário brasileiro. A LGPD não é uma pedra no sapato ou um novo inconveniente. Trata-se de um passo mais do que necessário para evoluirmos nosso entendimento do que é ser cidadão no século XXI.

A dignidade da pessoa humana está em nossa Constituição Federal. A LGPD vem atualizar este conceito ao tempo em que vivemos”, ressaltou Marta Schuh, lembrando que já somos reféns da tecnologia em todos os âmbitos de nossa vida, nossos dados estão sendo expostos a todo momento.

Marta Schuh é especializada em Direito Digital pelo Insper, Cybersecurity for Insurance pela UCLA e em Cyber Attacks pela NYU Tandon School of Engineering.

LGPD é um impulso, não um atraso

Além de trazer ainda mais profundidade para que possamos debater como sociedade o que estamos fazendo pelos dados pessoais, também precisamos compreender a Lei em um sentido comercial extremamente positivo. Sobre o assunto, Dr. Célio Pereira Oliveira Neto, que é doutor pela PUC/SP, pesquisador GETRAB/USP, diretor jurídico SOBRATT e presidente do Instituto Mundo do Trabalho, trouxe perspectivas relevantes.

“A LGPD reflete uma tendência mundial de proteção de dados que tem a ver com a proteção à dignidade da pessoa humana. Você pode escolher olhar como mais uma obrigação a se cumprir no Brasil. Mas esse investimento é salutar para a imagem da empresa. Sem a LGPD, as empresas brasileiras perderiam cada vez mais mercado em escala global”, explicou Dr. Célio.

Alguns princípios da LGPD, segundo Dr. Célio, podem simplificar o processo de entendimento de como conduzir a adequação. Segundo o advogado, os 3 princípios cruciais para iniciar o seu entendimento da razão de existir da LGPD são:

  • Finalidade
  • Necessidade
  • Adequação

Roseli Amorim foi uma das responsáveis por reescrever a política de segurança e proteção de dados e de recrutamento e seleção na Valfilm, com um trabalho intenso voltado à LGPD nos últimos dois anos.

A profissional é mestra pela Universidade Ibero Americana e aprendeu, na prática, como essa adequação se dá nos mínimos detalhes dos processos corporativos.

“LGPD é uma jornada. Uma vez implementada não tem volta. Dentro das corporações, a LGPD precisa ser entendida de forma homogênea, com transparência e ciência em todos os departamentos”, explicou Roseli.

Um passo de cada vez

Renata Fidale também compôs o painel do Fórum LGPD da Executiva Outsourcing e trouxe na bagagem todo o processo de reestruturação e adequação com foco em Compliance de Proteção de Dados na Cellera Farma.

Sobre essa desafiadora transição para adequação, Renata é categórica ao trazer para a linha de frente a inteligência de gestão de projetos.

“Implantar a LGPD nas organizações é igual a quase todos os projetos. Não tem um dono só. A LGPD dentro de uma companhia é multidepartamental”, orientou Fidale.

O painel perpassou pontos necessários para compreender de onde parte o projeto de adequação para a LGPD, desde a reestruturação de processos no Recursos Humanos até a criação de uma política de proteção ao trabalhador e uma política de recrutamento e seleção que também contemplem a LGPD em todas as suas nuances.

Ideias para transição

Abaixo, você pode refletir sobre algumas mensagens-chave tratadas no Fórum LGPD para uma transição inteligente para plena conformidade.

“Difícil mesmo é mudar cultura. E a LGPD precisa passar por um debate cultural em todos os níveis das empresas brasileiras.”

Márcio Pereira de Barros, diretor-presidente do Grupo Executiva

“Envolva todos os agentes de tomada de decisão. LGPD não está restrito à TI, nem só à advocacia.”

Marta Schuh, head of Cyber Insurance na Marsh

“Busque pessoas que conhecem os processos da companhia, pessoas experientes que vão identificar os pontos de tratamento de dados. Outro desafio é manter a liderança engajada no projeto de adequação à LGPD.”

Renata Fidale, diretora na Cellera Farma

“Estudos já nos mostram que ameaças de spam e fishing aumentaram 41% durante a pandemia. Estamos diante um ponto de virada importante para as empresas nacionais. Proteger dados pessoais é proteger a imagem da sua empresa”

Dr. Célio Pereira Oliveira Neto, sócio-fundador da Célio Neto Advogados

“Adequação não é virar uma chave e está pronto. Começa, desenvolve e está sempre em atualização. Todo novo processo da companhia vai precisar passar pelo mesmo tratamento. Comece por um pedacinho e vai ampliando.”

Roseli Amorim, head of IT/gerente Corporativa de TI na Valfilm

Leia mais sobre LGPD no blog da Executiva Outsourcing.

Categorias
Terceirização

Terceirização reduz custos e aproxima seu negócio da inovação

A terceirização é uma estratégia de negócio capaz de trazer benefícios práticos para as empresas. Neste conteúdo, vamos abordar dois aspectos da terceirização muito relevantes para o momento econômico que vivemos: redução de custos e inovação.

Em um mundo em pandemia, sorte de quem já estava habituado a gerir equipes e trabalhos de maneira remota. As empresas que já terceirizavam processos e atividades possuíam a cultura organizacional da gestão remota. Isso é, sem dúvida, um diferencial importante quando, de repente, grande parte dos colaboradores precisam ser reorganizados em regime Home Office.

Mas é preciso mais do que uma boa cultura de gestão de equipes para sobreviver aos desafios do mercado. Por isso, vamos nos aprofundar em dois impactos diretos da terceirização que podem transformar a trajetória do seu negócio.

Terceirização como estratégia de redução de custos

Este é, sem dúvida, o motivo mais conhecido pelo qual a terceirização se popularizou. Afinal, ao montar uma empresa de fabricação de roupas por exemplo, você também precisa de uma equipe especialista em processos trabalhistas, em segurança do trabalho, serviços gerais, portaria. Enfim, muitas atividades que não compreendem em vender as roupas fabricadas tomam a energia do seu negócio.

Por isso, a terceirização tornou possível o pleno foco no que chamamos de core business. Trata-se de um termo em inglês cuja tradução livre pode significar a atividade principal do seu negócio, a razão de existir da sua empresa.

A terceirização das atividades que fogem ao seu core business torna o organograma da empresa mais enxuto e dinâmico, diminuindo setores onerosos que agora ficam a cargo de empresas especializadas.

E essa redução de custos não é só sentida no preço dessas atividades. Em uma empresa mais enxuta, as decisões são tomadas com mais agilidade. E tempo é dinheiro!

Terceirização como estratégia de inovação

Ganhar tempo é essencial para colocar em prática novas formas de empreender. E é por isso que ter mais tempo e foco para o seu core business vai, inevitavelmente, resultar em um ambiente mais propenso à inovação.

CEOs de todo o mundo estão dizendo por aí que inovar é prioridade. E, claro, é sim. Mas repita isso para a equipe que está neste momento lidando com prazos curtos e entregas que precisam adotar um padrão já reconhecido no mercado.

A inovação, como conceito amplo, acaba muitas vezes ficando no plano a longo prazo das empresas. Muitas obrigações e muitas urgências no curto prazo empurram a inovação (tanto de processos quanto de soluções) para mais distantes.

Então, com mais tempo, cabe à gestão propor uma cultura de inovação. É mais do que propor que sua equipe faça a mesma coisa de formas diferentes. É abrir espaço interno e um ambiente acolhedor para novas tentativas, novos testes, sem medo de errar, sem medo de estar “perdendo tempo”.

Terceirização segura e tecnológica

Se você já terceiriza ou está pensando em terceirizar, é fundamental se atentar para a realização de monitoramentos regulares da empresa terceirizada e dos colaboradores dela.

Neste ponto, o trabalho é focado em garantir o cumprimento das obrigações de várias esferas, como a trabalhista, previdenciária, sindical e jurídica.

Por isso, falar em gestão de terceiros é fundamental para que esse processo esteja livre de passivos. Ou seja, mesmo que você ganhe na redução de custos e na inovação, seu negócio passa a ter a responsabilidade legal de garantir que esses novos pontos de passivos não atrapalhem o crescimento da empresa.

A Executiva Outsourcing tem a metodologia e a tecnologia para estar ao seu lado na terceirização.

Conheça nossa Gestão de Terceiros e entre em contato com o nosso setor Comercial: Matriz (41) 3668-7782 | (41) 99182-3389| Filial São Paulo (11) 4502-1146 | E-mail comercial@executiva.com.br

Categorias
Gestão de Terceiros

Vantagens de adotar um software de Gestão de Terceiros

Soluções tecnológicas de gestão tornam processos mais ágeis e mais qualificados. Com a Gestão de Terceiros não é diferente. Afinal, são muitos os detalhes que compõem uma auditoria permanente de todos os documentos e todas as obrigações que integram o processo de terceirização. Por isso, adotar um software de Gestão de Terceiros é essencial para trazer mais inteligência e segurança ao seu negócio.

O gerenciamento de empresas e colaboradores terceiros é fundamental para evitar que as relações com fornecedores fragilize o seu negócio tanto financeiramente quanto a nível de reputação.

Portanto, conheça as vantagens de adotar um software de Gestão de Terceiros:

Dashboard completo de dados

Tomar decisões inteligentes e seguras para o seu negócio exige uma percepção analítica. Mas com tantos pontos de atenção a serem observados no processo de gestão de terceiros, um software com dashboard completo de dados é a forma mais ágil e inteligente de olhar para o que realmente interessa na eliminação de riscos de passivos.

Portanto, ao automatizar o processo de gestão de terceiros com um software especializado neste tipo de auditoria, você tem em mãos dados qualificados e direcionados a decisões acertadas.

Integração com ERPs

Muitas empresas, principalmente as maiores, temem qualquer alteração em sistemas de gestão que usam há muito tempo com medo de perder dados ou de criar pontos de falhas. Mas isso não é mais uma preocupação.

Um software robusto é capaz de ser integrado aos ERPs e diferentes sistemas de portaria, tornando a implementação ágil e sem riscos.

Relatórios gerenciais

Mais do que registrar processos e documentos, um software inteligente é capaz de entregar relatórios capazes de transformar a atuação das equipes de uma empresa.

Procure sempre um sistema que dê conta de tornar suas tomadas de decisão mais qualificadas. Alguns relatórios que poderão ser úteis são:

  • Informações de criticidade das operações
  • Análise periódica em todas as informações legais
  • Cálculo de Passivo
  • Escalabilidade para acompanhar o crescimento do seu negócio

Workflows

Sua equipe gasta muito tempo organizando processos no relacionamento com as empresas terceiras? Pois um software é capaz de concluir workflows em segundos.

Seja para integração de novos fornecedores ou para homologação de novos colaboradores. Ou até mesmo pedir a atualização de cadastros e validação de documentos, um software pode ser muito útil!

Portabilidade

Viver na era dos dados e não poder tê-los à mão é um desperdício de tempo e de tecnologia. Com um software em nuvem, você é capaz de acessar os dados dos seus processos de terceirização de qualquer dispositivo.

Celular, tablet, notebook e demais ferramentas comportam o login, a qualquer hora, de qualquer lugar.

Segurança e proteção de dados

Como explicamos acima, o software em nuvem permite alta portabilidade. Isso porque ele dispensa instalações físicas para executar todas as suas funcionalidades.

Vários critérios nos ajudam a comprovar que a nuvem é uma opção mais segura que os data centers internos. Para manter um data center interno (TI tradicional) de forma íntegra e segura, muitos detalhes precisam ser ajustados: dimensionamento de uso, redes redundantes de energia e internet e outros.

Exatamente por isso, muitas empresas estão migrando suas infraestruturas de TI para a nuvem. Afinal, as vantagens proporcionadas vão muito além da segurança mais rígida. Vejas as principais abaixo:

  • Normas regulatórias rigorosas
  • Ferramentas de segurança adicionais em todas as operações
  • Mitigação de DDoS (um ataque de negação de serviço, aquela tentativa invasiva de tornar os recursos de um sistema indisponíveis)
  • Servidores auxiliares impedem que o sistema saia do ar
  • Melhorias e aprimoramento escalável
  • Mobilidade às atividades operacionais e gerenciais da empresa
  • Fim dos riscos de perdas de dados por acidentes locais

Entendeu a importância de evitar o erro humano na sua gestão de terceiros e adotar um software em nuvem?

Controle e audite toda a documentação necessária para garantir que seus processos de terceirização sejam de qualidade e sem riscos de passivos com o SG3:

Na Executiva Outsourcing

A Executiva Outsourcing sabe como garantir segurança e acesso permanente aos dados estratégicos do seu negócio e trabalha há anos com tecnologia em nuvem.

O Sistema de Gerenciamento de Terceiros da Executiva Outsourcing, o SG3, oferece essas e muito mais garantias de conformidade. O SG3 já está 100% alinhado à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), uma exigência que já começa a pesar sobre as empresas

Confira nossas soluções e convide-nos a otimizar sua gestão.

Entre em contato: Matriz (41) 3668-7782 | (41) 99918-3389 | Filial São Paulo (11) 4502-1146 | E-mail comercial@executiva.com.br

Categorias
Gestão de Terceiros

Como fazer Gestão de Terceiros em todos os níveis da empresa?

A terceirização de serviços é uma prática que pode trazer muita produtividade e qualificação para os seus processos. Mas, para ter sucesso, é necessário aplicar uma Gestão de Terceiros eficaz em todos os níveis da empresa. Para compreender como a Executiva Outsourcing assegura a melhor mitigação de riscos nas relações contratuais com terceiros, continue a leitura!

Uma Gestão de Terceiros completa e eficiente garante o crescimento sustentável para o seu negócio ao reduzir os riscos de passivos. 

Para isso acontecer, toda a documentação referente às obrigações Trabalhistas, Previdenciárias, Fundiárias, de Segurança e Medicina do Trabalho precisam estar em dia e de acordo com a lei.

Gestão de Terceiros multinível 

A Executiva Outsourcing investe qualificação máxima na Gestão de Terceiros a partir de uma auditoria permanente das obrigações legais, com monitoramento mensal de todas as etapas e consultoria de parametrização legal de processos.

Isso significa que nossa metodologia de auditoria dá conta de todos os níveis da jornada de contratos de terceiros no seu negócio.

Confira os níveis do seu negócio que nós somos capazes de avaliar:

  • Setor de Compras
  • Lideranças
  • Recursos Humanos
  • Setor Jurídico
  • Documentação e segurança Patrimonial
  • SESMT – Segurança e Medicina do Trabalho

Auditoria permanente com adequação legal

Uma auditoria capaz de assegurar que todos os níveis apresentados estejam livres de riscos de passivos é feita por um time de especialistas.

Todo o processo é focado na plena adequação às leis vigentes:

  • Lei Geral de Proteção de Dados 
  • eSocial
  • Reforma Trabalhista 
  • Lei de Terceirização

Na Executiva Outsourcing

A Executiva Outsourcing desenvolveu uma tecnologia capaz de cuidar de todos esses pontos de maneira permanente. O SG3, um sistema próprio de Gestão de Terceiros, é customizável para todos os setores da economia e portes de operação.

O SG3 é:

  • Sistema integrado a SAP, Acesso, REINF e outros
  • 100% em nuvem

Conheça as funcionalidades:

Para terceirizar com segurança, entre em contato com a nossa equipe comercial: Matriz: (41) 3668-7782 | (41) 99918-3389 | Filial: (11) 4502-1146 | E-mail comercial@executiva.com.br.

Categorias
Certificação Financeira

Due Diligence: qualificação societária de fornecedores

A Due Diligence é uma metodologia de auditoria que passou a integrar os módulos de Qualificação e Certificação Financeira da Executiva Outsourcing. 

Conheça abaixo os diferenciais desta metodologia e como ela é capaz de tornar a sua homologação de fornecedores ainda mais segura!

Seu olhar sobre o fornecedor precisa ser global

Due Diligence

A importância dos critérios e dos detalhes

Due Diligence

Evite parcerias com alto risco financeiro e de corrupção

Due Diligence

Além do Due Diligence, nossa metodologia entrega 3 outros módulos de análise: Demonstrações Contábeis, Visão de Mercado e Dívida Pública.

Leia mais sobre Certificação Financeira em nosso blog.

De incertezas, bastam as externas. Entre em contato com a Executiva Outsourcing: Matriz (41) 3668-7782 | (41) 99918-3389 | Filial São Paulo: (11) 4502-1146 | E-mail comercial@executiva.com.br.

Categorias
Certificação Financeira

Artigo do Presidente | O que seus parceiros de negócio dizem sobre a longevidade da sua empresa?

Já escrevi em um outro artigo sobre a importância de entender que nenhuma empresa é uma ilha. E isso se mostra cada vez mais real!

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 716,4 mil empresas encerraram em definitivo as atividades e 610,3 mil estavam fechadas temporariamente nos primeiros 15 dias de junho de 2020. E boa parte dessas empresas tomou essa decisão devido ao novo coronavírus: 522,7 mil ao todo.

Infelizmente, não podíamos prever o impacto desta pandemia. E não podemos culpar empresas, principalmente as menores, por encontrarem muita dificuldade de sobreviver ao cenário que estamos enfrentando. Mas quando o nosso foco está naquilo que não conseguimos controlar, de fato temos uma luta perdida. 

A questão de empreender diante das adversidades é sobre o contrário: foco total nas questões que você pode controlar!

E, se você pode controlar, deve fazê-lo.

No entanto, para aprofundar este debate, gostaria de trazer uma reflexão sobre a nossa cultura empresarial, muito além do atual cenário de enfrentamento da pandemia.

No Brasil, cinco anos após serem criadas, pouco mais de 60% das empresas fecham as portas. A constatação é da pesquisa Demografia das Empresas, também realizada pelo IBGE, lançada em 2017. Com ou sem pandemia, a nossa realidade mostra que temos ainda muito a aprender!

Terceirização e a importância das parcerias de negócio

A regulamentação da terceirização com a Lei Nº 13.429, também do ano de 2017, trouxe a ampla possibilidade do alinhamento comercial entre tomadores e fornecedores de serviços e colaboradores terceiros.

O cenário perfeito para que empresas se retroalimentem no mercado, gerando mais eficiência, qualidade e fortalecimento econômico para os dois lados.

A terceirização é, por natureza, uma parceria de alinhamento focada em frentes muito importantes para a consolidação de um negócio: otimização de custos e aperfeiçoamento de processos.

Mas com a ampla adoção da prática, uma avalanche de novos fornecedores chegaram ao mercado. As possibilidades de parcerias ganharam volume. Nas empresas tomadoras, esse volume traz um novo desafio: qual critério usar para selecionar um fornecedor?

Continue lendo no LinkedIn!

Categorias
Institucional

Executiva Outsourcing promove Live Sobre Cuidados com a Ergonomia para colaboradores

Na última quinta-feira, 24 de setembro, a Executiva Outsourcing convidou o Dr. Ruddy Facci, especialista em Medicina do Trabalho, para uma live sobre Cuidados com a Ergonomia para o #TeamExecutivaOutsourcing.

Desde março, os colaboradores da Executiva Outsourcing estão em regime Home Office, cumprindo as orientações das organizações de saúde para contenção da transmissão da Covid-19.

A live foi realizada para orientar nossos colaboradores sobre suas estações de trabalho em casa, tornando-as mais adequadas a cada profissional.

Os cuidados ergonômicos são essenciais em todos os componentes da estação de trabalho:

  • Mesa
  • Cadeira
  • Monitores
  • Demais equipamentos

Saúde em foco

A posição de trabalho interfere diretamente na saúde de nossos discos intervertebrais lombares, na circulação sanguínea e linfática.

Por isso, o Dr. Ruddy Facci apresentou as possibilidades de inadequação dos diversos componentes de uma estação de trabalho e como adequá-las de acordo com o corpo de cada colaborador.

Além da postura, Dr. Facci também orientou quanto a saúde dos olhos, dicas de ativação da circulação e de higiene para a estação de trabalho.

A live é uma parceria da Executiva Outsourcing com o Grupo Insat, empresa especializada em gestão eficaz na área de Saúde Ocupacional.

Confira outras ações da Executiva Outsourcing voltadas para engajamento, desenvolvimento e bem-estar do #TeamExecutivaOutsourcing durante a pandemia:

Categorias
Institucional

Participe do lançamento online do livro Memórias de Líderes da Alta Gestão

O diretor-presidente do Grupo Executiva, Márcio Pereira de Barros, participa do evento online de lançamento do segundo volume do Livro Memórias de Líderes da Alta Gestão – Um legado para a humanidade. O evento será realizado via Zoom (ID 919 392 9532) no dia 22 de outubro, às 19 horas.

A publicação é organizada pela Academia Europeia da Alta Gestão, entidade que convidou o diretor-presidente do Grupo Executiva para se tornar membro de honra e autor da nova coletânea de histórias inspiradoras de líderes de todo o mundo.

O livro reúne depoimentos de diversos gestores com o intuito de apresentar possibilidades reais de quem se reinventa, reinventa empresas e reinventa mercados diante de desafios imprevisíveis.

“Ser convidado para compor a Academia Europeia da Alta Gestão e para escrever sobre a experiência de empreender durante as múltiplas crises que enfrentei nesses mais de 20 anos de Executiva Outsourcing, por si só, já me surpreendeu e me trouxe grande satisfação. Compartilhar experiências é a maneira mais poderosa de criar transformações coletivas, de reunir forças para a superação”, comemora Márcio Pereira de Barros.

Recorde Nacional

A publicação já atrai olhares e antecipação pela robustez de seu conteúdo.

O livro foi celebrado pelo RankBrasil com o título de Recorde de Livro com o Maior Número de Autores de Alta Gestão. Ao todo, 117 líderes contribuíram com artigos para o livro que será lançado em breve e que você pode acompanhar o lançamento em um evento online e gratuito.

Serviço:

Lançamento online do livro Memórias de Líderes da Alta Gestão

Data: 22/10/2020

Horário: 19h

Link de Acesso: https://us02web.zoom.us/wc/join/9193929532

Meeting ID: 919 392 9532